Distúrbios do Sono

Fundamental para as funções biológicas, o sono é um estado em que a nossa consciência diminui espontaneamente e passamos a reagir menos aos estímulos externos.

Os distúrbios do sono podem ser: sonolência excessiva, sonambulismo, terror noturno, ronco, apnéia e insônia.

Sonolência excessiva é incomum e pode estar relacionada a alterações metabólicas como desidratação e diabetes.

Já o sonambulismo e o terror noturno são distúrbios mais frequentes na infância, e na maioria das vezes estão relacionados à emoção.

O ronco e a apnéia estão associados à obesidade. No ronco excessivo, a pessoa acorda com o próprio barulho, e na apnéia ocorrem curtas pausas na respiração durante o sono, o que acaba prejudicando a qualidade do mesmo. Nos dois casos, quando associados à obesidade, é importante perder peso e evitar dormir de barriga para cima.

A insônia é uma situação muito frequente, e o diagnóstico correto é fundamental na escolha da terapia. Caracteriza-se pela dificuldade para dormir, tanto no que diz respeito ao inicio do sono como também a duração, propiciando uma sensação de noite mal dormida com cansaço ao acordar.

A insônia que persiste por mais de três semanas é denominada crônica. Ela pode surgir a partir de determinados hábitos como: horário irregular para dormir, uso abusivo de café, tabagismo, alcoolismo, entre outros. Na grande maioria dos casos a insônia também está relacionada a distúrbios psíquicos como a depressão, ansiedade, angústia ou estresse.

Os distúrbios do sono podem gerar irritabilidade, dificuldade de relacionamento social e de concentração, e diminuição da libido. Sem falar nas doenças que podem ter o risco aumentado com a insônia, como infarto, obesidade, diabetes, arritmias e hipertensão arterial.

Alguns cuidados são muito importantes para se ter um bom sono:

  • Praticar exercício fisico regularmente;
  • Comer alimentos leves antes de dormir;
  • Seguir o mesmo horário para dormir e acordar todos os dias;
  • Evitar dormir mais que o necessário;
  • Estar relaxado e traquilo ao ir dormir;
  • Tomar um banho quente antes de deitar;
  • Evitar bebidas estimulantes (café, álcool, chá mate) e fumo.

A utilização das plantas medicinais com ação calmante pode ser útil no tratamento dos distúrbios do sono, lembrando que a orientação de um profissional é fundamental para a realização de um tratamento adequado para cada caso. Algumas plantas medicinais que podem ser utilizadas, na forma de chás, tinturas ou cápsulas, são: a Valeriana (Valeriana officinalis), o Maracujá (Passiflora incarnata), a Erva-Cidreira (Cymbopogon citratus), a Melissa (Melissa officinalis), a Falsa-Melissa (Lippia alba), entre outros.

Na Aromaterapia o óleo essencial de Lavanda (Lavandula officinalis) é muito eficaz para insônia. Use-o através do aromatizador de ambiente, aromatizador pessoal ou ainda pingando duas gotas no travesseiro. Outros óleos essenciais úteis em casos de insônia são Ylang-ylang (Cananga odorata), Manjerona (Origanum majorana) ou Bergamota (Citrus bergamia).

Os Florais de Bach também podem ser úteis no tratamento, um exemplo é o floral Rescue Sleep, criado para tratar os distúrbios do sono, especialmente aqueles que são resultantes do estresse.

Anúncios

Um comentário em “Distúrbios do Sono

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s