Porque escolhi a Naturologia

Tudo sempre começa com uma escolha.

Aos 17 anos eu tinha que fazer a minha escolha profissional.

Naquela época eu não conhecia o Google, então, abri o Guia do Estudante (versão impressa). Psicologia? “Gostei”. Fisioterapia? “Pode ser”. Terapia Ocupacional? “Interessante”. Nutrição? “Talvez”.

Continuei procurando, até que abri uma página que apresentava novos cursos de graduação e lá estava a ‘Naturologia Aplicada’.

Me apaixonei. “Mãe, já sei que curso eu quero fazer”. E ela, tentando não interferir na minha escolha: “Tem certeza?”.

Li um pouco mais, conversei com algumas pessoas, mas já não me via fazendo outra coisa.

Sempre achei que deveria ter algo além do dinheiro. Tinha que ter um sentido maior em tudo isso. Claro, ganhar dinheiro é essencial, mas você não pode acordar todos os dias e sair da cama motivado “só” para ganhar dinheiro.

Tem que ter algo mais. Tem que ter um propósito. Tem que ser algo que cause um impacto positivo no mundo.

Outra coisa que eu nunca entendi direito é a forma como algumas pessoas levam suas vidas. Parecem estar no piloto automático. Correria, falta de tempo, dor, estresse, mal humor, ansiedade… a vida tem que ser assim mesmo?

Ainda não estava muito claro para mim, mas de alguma forma eu sentia que a Naturologia se encaixava em tudo isso.

Acredito que cada pessoa tem um propósito nesta vida e cada um deve procurar a profissão que atenda à este propósito e fazer algo que lhe agrade.

Bem, o curso já estava definido. Mas onde?

Eu tinha duas opções: Anhembi Morumbi, em São Paulo, que era mais perto. Mas seria a primeira turma. Resolvi ir para Floripa, na Unisul, onde a primeira turma já estava se formando.

Minha mãe, sempre ponderada, “Tem certeza? É longe”. Mas achei que a distância não seria problema. Santa inocência.

Fui. Aos 17 anos, cheia de malas, muitas expectativas e um pouquinho de coragem.

Minha irmã foi junto para ajudar na mudança e na adaptação. Os primeiros dias foram ótimos, mas quando ela disse que ia embora eu pensei: “Vou junto”. Ela partiu e eu desatei a chorar.

“Mãe, quero voltar para casa”. E ela, louca para me deixar voltar: “Você não quis ir? Agora fica, pelo menos a primeira semana, o primeiro mês, o primeiro semestre”. E depois eu não quis mais ir embora.

Minha mãe precisou ser forte e eu sou muito grata à ela por não ter me deixado voltar.

“Naturo… o que?”

Foi a pergunta que mais escutei durante a faculdade e depois que me formei também. Acho que nunca vou me acostumar quando respondo que sou Naturóloga e a pessoa não pergunta nada. Sempre desconfio.

NA-TU-RO-LO-GIA.

Antes de explicar o que é Naturologia, é bom deixar bem claro o que NÃO é Naturologia.

Naturologia não é Nutrologia (especialidade MÉDICA que estuda, pesquisa e avalia os benefícios e malefícios causados pela ingestão dos nutrientes,  visando a manutenção da saúde e redução de risco de doenças).

Naturólogo não Nutrólogo, nem Nutricionista.

Naturologia não é Naturismo (conjunto de princípios e comportamentos que preconizam um modo de vida baseado no retorno à natureza, defendendo a vida ao ar livre, o consumo de alimentos naturais e a prática do nudismo, entre outras atitudes). Naturólogo não come só coisa ‘natureba’ e NÃO anda pelado.

A Naturologia, como graduação, é um curso novo. Como conhecimento é tão antigo quanto a própria humanidade, já que os recursos naturais são utilizados como terapêuticos antes mesmo da medicina que conhecemos hoje existir.

O curso de Naturologia foi criado em 1998, com o objetivo de aprimorar e fundamentar conhecimentos dispersos e fragmentados.

Segundo o Guia do Estudante (dessa vez acessei pelo site), o bacharel em NATUROLOGIA pesquisa, ensina, orienta e utiliza terapias naturais na prevenção e no tratamento de doenças ou distúrbios físicos e na melhoria da qualidade de vida.

Foram 4 anos e meio de curso.

Nova Imagem

Em 5 de agosto de 2006 me formei e voltei para minha terra natal, trazendo comigo a saudade dos amigos e da vida que vivi em Floripa.

Em Mococa montei um consultório, onde comecei a trabalhar com massagens, reflexologia, florais de Bach, aromaterapia, entre outras terapias.

Em 2010 comecei a atender em Ribeirão Preto, com uma equipe multidisciplinar, na Clínica Vital Saúde do Corpo. Fiquei um tempo me dividindo entre as duas cidades, mas em 2012 me casei e optei por ficar trabalhando só em Ribeirão Preto, onde estou até hoje.

Atualmente atendo no Espaço Zamboê San, um espaço voltado para o bem-estar.

10 anos já se passaram desde que eu me formei.

Enfrentei muitas dificuldades até aqui. A luta pelo reconhecimento da profissão é apenas uma delas. Mas qual caminho não tem as suas dificuldades?

E o que mais me encanta nessa profissão? Conhecer as pessoas e poder ajudá-las a viver melhor. Ajudá-las a se conhecerem melhor. E tenho conhecido pessoas incríveis nesta caminhada, com histórias que modificam a minha própria vida!

Penso que o meu propósito de vida é ajudar as pessoas a viverem bem, mais plenamente, com saúde e qualidade de vida.

E no final do dia, quando sei que dei o meu melhor e que fiz a diferença na vida de uma pessoa, mesmo que seja ‘só’ por um momento, mesmo que seja deixando o dia dela ‘mais leve’, então, eu tenho a certeza de que estou cumprindo a minha missão.

Anúncios

2 comentários em “Porque escolhi a Naturologia

  1. Obrigada Daniela, você acabou de me ajudar a finalmente achar o que eu quero fazer com minha vida.

    1. Que bom saber disto Isabela!
      Se quiser bater um papo sobre a sua escolha ou sobre qualquer outra coisa me mande um e-mail.
      Será um prazer falar com você!
      Um abraço e boa caminhada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s