Florais de Bach para solidão

Grupo dos Florais de Bach indicados para solidão

Bach separou as essências florais em 7 grupos, de acordo com as emoções e comportamentos: medo, incerteza e insegurança, falta de interesse no presente, solidão, hipersensibilidade a influências e ideias, desalento e desespero e preocupação excessiva com os outros.

O quarto grupo é o das pessoas que sofrem com a solidão e 3 essências pertencem a este grupo: Water Violet, Impatiens e Heather. Conheça melhor cada um deles:

WATER VIOLET

Para pessoas que preferem um estilo de vida mais solitário. Elas não incomodam aos outros e também não gostam de ser importunadas. Guardam seus assuntos para si mesmas e precisam de privacidade. Serenas e reservadas, estas pessoas executam seu trabalho com eficiência e discretamente, mas algumas vezes podem parecer distantes ou orgulhosas e então uma barreira começa a se formar em volta delas. É neste momento que começam a se sentir solitários . O floral Water Violet ajuda a amolecer esta barreira para que elas possam novamente desfrutar da companhia dos amigos.

IMPATIENS

O tipo Impatiens também tendem à solidão, mas porque acham as outras pessoas lentas e preferem trabalhar em seu próprio ritmo. Eles trabalham, falam e se movem muito rapidamente, geralmente com um sentido de urgência e tendem a ser inquietos, terminam as frases dos outros ou se sentem tentados a tirar as coisas das mãos dos outros pela agonia que sentem ao esperar. Isto pode lhes causar muita irritação e tensão, por isso o floral Impatiens ajuda a viverem a vida num ritmo mais relaxado, terem mais paciência com os outros e serem menos apressados em suas atitudes.

HEATHER 

As pessoas Heather, ao contrário do tipo Water Violet, necessitam de companhia o tempo todo e se sente sozinhas se não tiverem com quem conversar. Em tais circunstâncias podem querer qualquer pessoas que lhes dê atenção, tornando-se “chatas”. Acabam sendo evitadas, até que a solidão começa a pesar. Heather ajuda a pessoa desta natureza que ficam muito centradas em si mesmas, a parar de pensar em si mesmas, dar menos importância a seus problemas e serem melhores ouvintes e companheiros.

Anúncios

Chakra Coronário

Sahashara

O sétimo chakra está localizado no alto da cabeça, no topo, aberto para cima com um único vórtice.

As cores deste chakra são o branco, o dourado e o violeta.

Não tem som correspondente, é o silêncio. Sua nota musical é o si.

Corresponde à glândula pineal, que atua no organismo como um todo.

É o centro de ligação entre o plano físico e nosso Eu Interior. Está associado à conexão da pessoa com a sua espiritualidade e à integração de todo o ser físico, emocional, mental e espiritual. Plenitude.

Em desequilíbrio gera falta de inspiração, confusão, neurose, irracionalidade, desorientação, fobias, tristeza relacionada a falta de esperança, alienação, puberdade tardia, visão materialista da existência e não compreensão da espiritualidade. Produz patologias como insônia, enxaqueca, desordens no sistema nervoso, histeria e disfunções sensoriais.

Em equilíbrio a pessoa sente-se fortalecida, com pensamentos claros sobre si e o mundo.

Chakra Frontal

Ajna

Localizado entre as sobrancelhas, o sexto chakra está aberto pela frente, tendo também um vórtice posterior.

Sua cor é o azul índigo.

Seu som é o om e a sua nota musical, o lá.

Corresponde à glândula hipófise, responsável por controlar todo o sistema endócrino.

O chakra frontal é o chakra dos sentidos, responsável pela energia da parte superior da cabeça (acima do nariz), parte craniana, olhos e ouvidos.

Trabalha nossa sabedoria interior. Representa a mente e a intuição.

Quando está desequilibrado a pessoa tem bloqueios mentais, confusão, falta de objetivo, instabilidade, falta de opinião, fanatismo, medo do sobrenatural, falta de iniciativa, pensamentos obsessivos, ganância, arrogância, tirania, rigidez e alienação. Produz patologias tais como: vício em drogas, álcool, compulsões, problemas com visão ou audição.

“Ele não acha seu caminho” resume a condição de um chakra frontal desarmonizado.

Em equilíbrio a pessoa sente-se intuitiva, conectada e mentalmente revigorada, trazendo foco e atenção.

Chakra Laríngeo

Vishuda

O quinto chakra está localizado no meio da garganta. Está aberto para frente, tendo também um vórtice posterior.

Trabalha nosso elemento éter.

Sua cor é o azul turquesa.

O som é o ham e a nota musical, o sol.

Corresponde à glândula da tireoide e rege o metabolismo. Relaciona-se com os sentidos do paladar, audição e olfato. Governa a postura do corpo. Sua energia também é responsável pela parte inferior da face, nariz e aparelho respiratório, traqueia, esôfago, cordas vocais, laringe e sistema linfático.

É o chakra da comunicação, da auto-expressão e da criatividade. Relaciona-se com a capacidade de percepção mais sutil, com o entendimento e com a voz.

Bloqueios no chakra laríngeo podem produzir sintomas físicos como rouquidão, dificuldade de se comunicar, gagueira, palavras embaralhadas, cabeça curvada para baixo, queixo inclinado na direção da laringe.

Seu desequilíbrio produz patologias como suscetibilidade a infecções virais ou bacterianas (amidalites, faringites), resfriados, herpes, dores musculares ou de cabeça (na nuca), congestão linfática, problemas dentários e bruxismo.

Em desequilíbrio gera egoísmo, sentimento de rejeição, dificuldade de se expressar, medo, insegurança, auto-reprovação e submissão.

Em equilíbrio a pessoa ganha confiança interior, havendo uma melhora em sua expressividade.

Chakra Cardíaco

Anahata

O quarto chakra está localizado na porção superior do peito, na região do coração, ligeiramente à esquerda. Está aberto para frente, tendo também um vórtice posterior.

Trabalha o elemento ar.

Sua cor é o verde e o rosa, seu som é o yam e a nota musical, o fá.

Sua glândula correspondente é o timo.

Rege o sistema imunológico, respiratório e circulatório.

Representa o amor incondicional. É nossa doação ao mundo, onde está o centro das emoções. Quando o chakra cardíaco está ativo nos relacionamos com tudo e com todos, aceitando as qualidades e defeitos, amando sem esperar nada em troca.

Quando em desequilíbrio pode produzir patologias, como síndrome do pânico, cãibras, acidose, palpitações, arritmia cardíaca, rubor, pressão alta, enfermidades dos pulmões, problema no nível do colesterol, intoxicação, tensão e câncer.

Em desequilíbrio gera instabilidade emocional, sensação de opressão, frieza, apatia, pânico, depressão, incapacidade de amar, egoísmo, amor sufocante ou condicional.

Equilibrado gera sentimento de compaixão, altruísmo e amor, acima de tudo, incondicional.