Enxaqueca

A enxaqueca é uma síndrome neurológica caracterizada por dor recorrente, pulsátil ou latejante, nas regiões da fronte e têmpora, de intensidade moderada a severa, que se inicia leve e é progressiva.

As dores pioram com esforços ou atividades e duram, em média, de 4 a 72 horas quando não tratadas e geralmente terminam de forma gradual.

É freqüentemente acompanhada de vômitos, náuseas, tonturas, dores abdominais, fotofobia e fonofobia.

As crises podem ser desencadeadas pela ingestão de alguns alimentos, desequilíbrio no ritmo do sono, estresse físico ou emocional e alterações hormonais, como no caso do período menstrual em mulheres.

O tratamento da enxaqueca foca o equilíbrio no ritmo do sono e vigília, os aspectos emocionais e as práticas saudáveis de exercício físico, lazer e alimentação equilibrada.

1Dicas para evitar a enxaqueca:

A alimentação cumpre papel fundamental na prevenção das crises e a restrição de alguns alimentos, como leite e trigo, parece contribuir de forma significativa no tratamento.

Evitar na alimentação cotidiana: queijos maturados, bebidas alcoólicas, amendoim e nozes em geral, adoçantes artificiais, cafeína, chocolate, glutamato monossódico (presente em muitos temperos), nitratos e nitritos (presentes em embutidos como salsichas e outros alimentos processados), conservas, alimentos gordurosos e industrializados.

Sugere-se retirar um alimento de cada vez e manter durante um mês a restrição para avaliar o impacto da retirada sobre a freqüência das crises.

Aumentar a ingestão de frutas, verduras, cereais integrais e alimentos frescos.

Utilize gengibre durante as crises. Pesquisas afirmam que ele bloqueia a síntese de prostaglandina, levando à redução da dor.

Acrescente algumas gotas de óleo essencial de Lavanda ou Hortelã-pimenta a um óleo carreador e massageie as têmporas.

Os óleos também podem ser acrescentados a uma compressa fria.

Anúncios