Medicina Tradicional Chinesa

A acupuntura, juntamente com a moxabustão, ventosa, auriculoterapia, fitoterapia, dieta saudável e exercícios físicos como tai-chi-chuan, fazem parte da terapêutica da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), uma das ciências mais antigas e respeitadas no mundo.

A Medicina Tradicional Chinesa ensina que tudo o que existe no universo é resultado do equilíbrio do Yin e do Yang, que resulta no correto fluxo de Qi (energia vital), força necessária para impulsionar e movimentar os 5 elementos.

O Chinês divide tudo, tanto no macrossistema (universo) como no microssistema (homem), em duas grandes famílias (Yin e Yang) e em 5 elementos (Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água).

Yin e Yang são duas forças poderosas que se opõem e se complementam. Tudo que muda, se transforma, cicla e se desenvolve é explicado pela teoria do Yin e Yang.

YIN YANG
Frio Quente
Escuro Claro
Mulher Homem
Órgão Víscera
Profundo Superficial
Calmo Agitado
Crônico Agudo
Lua Sol
Repouso Atividade
Baixo Alto
Pesado Leve

Para cada um dos 5 elemento temos uma analogia, por exemplo: Madeira representa o Fígado, a estação do ano primavera, o clima vento, o sabor ácido, etc, conforme tabela abaixo.

MADEIRA FOGO TERRA METAL ÁGUA
Órgão (Zang) Fígado Coração / Circulação Sexo Baço Pâncreas Pulmão Rim
Víscera (Fu) Vesícula Biliar Intestino Delgado / Triplo Aquecedor Estômago Intestino Grosso Bexiga
Matriz Emocional Raiva Euforia Preocupação Tristeza Medo
Estação Primavera Verão Inter estação Outono Inverno
Clima Vento Calor Umidade Seco Frio
Sabor Ácido Amargo Doce Picante Salgado
Estrutura Física Músculos e tendões Pulso Vasos Pele e Pelos Ossos
Sentido Olhos Língua Boca Nariz Audição

Os 5 elementos se enquadram na teoria do Yin e Yang por tentar atingir o mesmo equilíbrio perfeito.

O correto fluxo de Qi (energia vital) depende da atividade harmoniosa dos Zang-Fu (órgãos e vísceras). Os “Zang” (órgãos) – Fígado, Coração, Pericárdio (protege o coração), Baço/Pâncreas, Pulmão e Rins são encarregados de transformar substâncias em essência e energia. Os “Fu” (vísceras) – Vesícula Biliar, Intestino Delgado, Triplo Aquecedor (supervisiona as outras funções), Estômago, Intestino Grosso e Bexiga armazenam as essências e cuidam das excreções.

Qi (energia vital), percorre nosso corpo através dos Jing Luo (meridianos principais e colaterais), que por sua vez se comunicam com o exterior através dos pontos de acupuntura. Os Jing, meridianos principais, se originam de cada órgão e de cada víscera, já os Luo, meridianos colaterais, originam-se a partir dos meridianos principais com a missão de levar o Qi até cada uma das mínimas partes que compreende nosso corpo.

Para a Medicina Tradicional Chinesa, a doença é o rompimento do equilíbrio entre Yin e Yang e os 5 elementos. Fatores internos (emoções), como raiva, euforia, preocupação, tristeza e medo ou externos (climas), como vento, calor, umidade, secura, calor e frio, além de má alimentação, sedentarismo, vida desregrada e outros fatores enfraquecem o Qi (energia vital), impedem o funcionamento adequado dos Zang-Fu (órgãos e vísceras) e prejudicam a circulação de energia através dos meridianos, favorecendo a manifestação de doenças. O tratamento consiste em normalizar as energias Yin e Yang, impulsionando os 5 elementos.

 

Anúncios

Naturologia

A palavra Naturologia se refere ao estudo dos recursos naturais. A Naturologia aborda o ser humano de forma integral e busca promover, manter e recuperar a saúde desse, baseando-se em métodos milenares de condutas terapêuticas como a Medicina Tradicional Chinesa, a Medicina Ayurveda e Xamânica.

O curso de Naturologia Aplicada é uma proposta inovadora de graduação na área da saúde que surgiu pioneiramente em 1998, na Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL). O bacharel em Naturologia Aplicada é capacitado a utilizar diversas práticas naturais: Massoterapia, Reflexoterapia, Hidroterapia, Geoterapia, Cromoterapia, Fitoterapia, Florais de Bach, Aromaterapia, Arteterapia, entre outras.

A naturologia considera a promoção da saúde como um de seus pilares, aliado às noções de prevenção e tratamento de doenças através das práticas naturais. O naturólogo busca realizar a educação em saúde construindo uma relação terapêutica que fortaleça a autonomia do indivíduo e o convida a refletir sobre seu papel ativo na terapia. Por isso ao invés de “paciente” (que remete à passividade), o termo “interagente” é designado à pessoa que busca o auxílio à saúde através da naturologia.

A abordagem terapêutica é holística e considera, além dos aspectos físicos e psíquicos do individuo, suas relações sociais e com o meio ambiente, seus hábitos alimentares, de atividade física, lazer e comportamento preventivo.

As terapias naturais não têm por objetivo substituir a medicina ortodoxa, não são alternativas, mas complementares aos cuidados da saúde, pois trabalha de forma integrada a equipes interdisciplinares agregando qualidade nos resultados esperados.