Shiatsu

O Shiatsu busca o reequilíbrio físico e energético do indivíduo através de pressão em determinadas áreas e pontos do corpo. Shiatsu é uma palavra japonesa, ‘’Shi’’ significa dedo e ‘’atsu’’ pressão – pressão com o dedo e pode ser indicado para prevenir e tratar doenças, equilibrar a energia, regular e fortalecer o funcionamento dos órgãos, relaxar e aliviar dores.

shiatsu8.jpg

O grande potencial do shiatsu está em tornar o paciente consciente de seu próprio corpo. E o corpo não é só corpo. O corpo armazena emoções, sentimentos, reflete nosso estado mental. No corpo, por entre seus músculos e nervos, está inscrito um pouco de nosso passado. Ele fala de nós de uma forma mais viva do que nossas palavras, que contam histórias nem sempre exatas. O corpo não mente, e também não esquece.

Temos nosso corpo tocado é uma experiência muito forte. O shiatsu desperta no paciente uma nova consciência de si. E quando tocamos uma área ou um ponto onde a energia está bloqueada, não só chamamos a atenção do paciente para ela, como ajudamos o bloqueio a se dissolver.

Esse trabalho de normalização do fluxo energético traz ao paciente uma sensação de equilíbrio interno, de leveza e bem-estar, de integração consigo mesmo e com o agente da técnica. Ele se sente profundamente relaxado, e,  ao mesmo tempo, repleto de vigor e energia.

Anúncios

Medicina Tradicional Chinesa

A acupuntura, juntamente com a moxabustão, ventosa, auriculoterapia, fitoterapia, dieta saudável e exercícios físicos como tai-chi-chuan, fazem parte da terapêutica da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), uma das ciências mais antigas e respeitadas no mundo.

A Medicina Tradicional Chinesa ensina que tudo o que existe no universo é resultado do equilíbrio do Yin e do Yang, que resulta no correto fluxo de Qi (energia vital), força necessária para impulsionar e movimentar os 5 elementos.

O Chinês divide tudo, tanto no macrossistema (universo) como no microssistema (homem), em duas grandes famílias (Yin e Yang) e em 5 elementos (Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água).

Yin e Yang são duas forças poderosas que se opõem e se complementam. Tudo que muda, se transforma, cicla e se desenvolve é explicado pela teoria do Yin e Yang.

YIN YANG
Frio Quente
Escuro Claro
Mulher Homem
Órgão Víscera
Profundo Superficial
Calmo Agitado
Crônico Agudo
Lua Sol
Repouso Atividade
Baixo Alto
Pesado Leve

Para cada um dos 5 elemento temos uma analogia, por exemplo: Madeira representa o Fígado, a estação do ano primavera, o clima vento, o sabor ácido, etc, conforme tabela abaixo.

MADEIRA FOGO TERRA METAL ÁGUA
Órgão (Zang) Fígado Coração / Circulação Sexo Baço Pâncreas Pulmão Rim
Víscera (Fu) Vesícula Biliar Intestino Delgado / Triplo Aquecedor Estômago Intestino Grosso Bexiga
Matriz Emocional Raiva Euforia Preocupação Tristeza Medo
Estação Primavera Verão Inter estação Outono Inverno
Clima Vento Calor Umidade Seco Frio
Sabor Ácido Amargo Doce Picante Salgado
Estrutura Física Músculos e tendões Pulso Vasos Pele e Pelos Ossos
Sentido Olhos Língua Boca Nariz Audição

Os 5 elementos se enquadram na teoria do Yin e Yang por tentar atingir o mesmo equilíbrio perfeito.

O correto fluxo de Qi (energia vital) depende da atividade harmoniosa dos Zang-Fu (órgãos e vísceras). Os “Zang” (órgãos) – Fígado, Coração, Pericárdio (protege o coração), Baço/Pâncreas, Pulmão e Rins são encarregados de transformar substâncias em essência e energia. Os “Fu” (vísceras) – Vesícula Biliar, Intestino Delgado, Triplo Aquecedor (supervisiona as outras funções), Estômago, Intestino Grosso e Bexiga armazenam as essências e cuidam das excreções.

Qi (energia vital), percorre nosso corpo através dos Jing Luo (meridianos principais e colaterais), que por sua vez se comunicam com o exterior através dos pontos de acupuntura. Os Jing, meridianos principais, se originam de cada órgão e de cada víscera, já os Luo, meridianos colaterais, originam-se a partir dos meridianos principais com a missão de levar o Qi até cada uma das mínimas partes que compreende nosso corpo.

Para a Medicina Tradicional Chinesa, a doença é o rompimento do equilíbrio entre Yin e Yang e os 5 elementos. Fatores internos (emoções), como raiva, euforia, preocupação, tristeza e medo ou externos (climas), como vento, calor, umidade, secura, calor e frio, além de má alimentação, sedentarismo, vida desregrada e outros fatores enfraquecem o Qi (energia vital), impedem o funcionamento adequado dos Zang-Fu (órgãos e vísceras) e prejudicam a circulação de energia através dos meridianos, favorecendo a manifestação de doenças. O tratamento consiste em normalizar as energias Yin e Yang, impulsionando os 5 elementos.

 

Acupuntura

A acupuntura é um tratamento milenar de saúde, baseado na Medicina Tradicional Chinesa, e consiste na inserção e manipulação de agulhas, em determinadas partes ou pontos do corpo. Além da agulha, existem outras formas de tratamento, como uso de moxabustão, ventosa, laser, semente, esfera, magneto e até mesmo com o auxílio de estimuladores elétricos.

A técnica ficou famosa no ocidente em função de sua eficácia no tratamento de dores músculo-esqueléticas, porém a acupuntura visa o bem estar através da prevenção e cura de doenças, sejam elas físicas ou emocionais, como enxaqueca, depressão, fibromialgia, ansiedade, obesidade, estresse, insônia, hipertensão, doenças respiratórias, distúrbios gastrointestinais, neurológicos e psiquiátricos, auxilia no abandono de vícios entre outros. Além disso, sua utilização estende-se hoje em tratamentos estéticos, na redução de gordura localizada, celulite, estrias e marcas de expressão.

Sua eficácia é comprovada cientificamente. Segundo pesquisas a inserção da agulha estimula as terminações nervosas existentes na pele e nos tecidos subjacentes. A mensagem gerada por esses estímulos segue pelos nervos periféricos até o sistema nervoso central, liberando várias substâncias químicas chamadas neurotransmissores, os quais desencadeiam múltiplos efeitos sistêmicos, tais como analgésico, relaxante muscular, antiinflamatório e estimulante da função imunológica e endócrina.

Com a técnica correta e um bom profissional, a acupuntura é um procedimento muito seguro e eficaz.

dreamstime_m_91998351A introdução das agulhas, em geral, não provoca dor. Contudo, o “efeito acupuntura” depende da profundidade e manipulação do agulhamento de forma adequada, o que pode provocar algumas sensações como “peso”, “distensão”, ou uma leve sensação de “choque”, que podem indicar o efeito terapêutico alcançado.

As agulhas, que devem ser estéreis e descartáveis, são inseridas nos pontos e permanecem no corpo por 30 minutos. É comum o paciente dormir neste período, em função do relaxamento trazido pelo equilíbrio orgânico.

O número de sessões varia de acordo com a doença e com o indivíduo, mas logo após a primeira sessão já é esperado algum grau de melhora. Após dez sessões já é possível ter uma ideia mais clara do quanto a acupuntura pode ajudar.

Auriculoterapia

A orelha, por ter sua anatomia diferenciada, é uma das partes do corpo humano que tem interligação com as demais, ou seja, qualquer estímulo nesta região irá refletir em outra parte específica do corpo. Por isso a Auriculoterapia ou Acupuntura Auricular, uma técnica milenar surgida na China, é uma das maneiras mais eficazes para tratar todas as disfunções de ordem física ou emocional, por meio do pavilhão auricular.

A técnica consiste na aplicação em pontos específicos da orelha de materiais como agulhas semi-permanentes auriculares, esferas de metal ou cristal, sementes de mostarda e micro-magnetos.

As dores musculares e articulares, transtornos funcionais viscerais e todas as desordens emocionais, como o estresse, surtos de ansiedade e processos depressivos são tratados pela Auriculoterapia.

A Auriculoterapia pode ser feita em qualquer idade, desde recém-nascidos até em idosos, de ambos os sexos, incluindo gestantes. Não tem contra-indicação, apenas necessita que o profissional seja capacitado e devidamente preparado para atuar com a prática.